04/08/2020 08:54

Número de infectados sobe 435,7%

image

Os quase 1.500 casos confirmados e 24 mortes por Covid-19 parecem não comover considerada parcela da população de Montes Claros, mantendo-se ignorante, mal-educada, desrespeitosa e inconsequente. Há um grande número de pessoas em todas as rtegiões da cidade ignorando o uso das máscaras e outras medidas contra infecção do novo coronavírus, que já matou quase 100 mil pessoas no Brasil. Trabalhando ou praticando atividades físicas, alguns em “bandos”, há “desmascarados” em todas as partes. Nas redes sociais, há muitas pessoas pedindo ao município que decrete medidas mais drásticas contra os ignorantes, inclusive com multa, argumentando que alguns só tomam jeito quando mexem em seus bolsos. 

O caso é sério e os registros de Covid-19 avançam em alta velocidade em Montes Claros. No dia 31 de março, não havia nenhuma confirmação na cidade, mas saltou para 15 casos e duas mortes no dia 30 de abril; depois para 68 casos, com manutenção de dois óbitos em 31 de maio; e disparada para 271 confirmações e quatro mortes em 30 de junho. Com nova flexibilização das medidas de distanciamento social, muita gente parece ter entendido outra coisa e passou a se aglomerar mais, nos bares, restaurantes, festas e práticas esportivas, entre outras. E chegou o julho tenebroso, com o número de infectados subindo como um bólido e muitas pessoas morrendo. 

Do dia 1º a 29 de julho, último boletim divulgado pelo setor de epidemiologia da Prefeitura de Montes Claros antes do fechamento desta edição, o número de casos confirmados subiu de 271 para 1.452, aumento de 435,79%; e o de óbitos de 4 para 24, crescimento de 500%.

Felizmente, o número de pacientes recuperados passou de 271 do dia 1º para 907 no dia 29. Vale lembrar que novo boletim era esperado para a tarde dessa quinta-feira e que os dados completos do mês de julho só devem ser divulgados neste sábado (1º/8) ou na segunda-feira. Há alguns dias, o boletim era divulgado duas vezes por dia, um às 8 horas e outro às 17, mas o município mudou o esquema de divulgação dos informes. 

O Bairro Major Prates continua na liderança do ranking de infectados em Montes Claros, segundo o boletim de quarta-feira: 62 casos confirmados, seguido pelo Maracanã (43), Ibituruna (38), Independência e Centro (37), Santos Reis (32), Santa Rita (31), São José (28), São Judas e Edgar Pereira (27), Eldorado (26), Vila Atlântida (25), Delfino Magalhães (24), Jardim Palmeiras (23) e Monte Carmelo (22). Entretanto, os casos de novo coronavírus vêm aumentando, muito rapidamente, em muitos outros bairros onde, aparentemente, a situação parecia tranquila. É o caso do Grande Planalto, que por muito tempo ficou com apenas dois casos e nessa quarta-feira já estava com 19 e duas mortes. 

AGENTES NAS RUAS 

A Prefeitura de Montes Claros colocou em atividade, na manhã desta quinta-feira (30/7), 382 agentes comunitários de saúde para atuarem na linha de frente de combate à Covid-19, ajudando a garantir o cumprimento de medidas de isolamento social e a utilização de máscaras. Eles fizeram um mutirão nos estabelecimentos comerciais da região central e à tarde, foram direcionados aos bairros, priorizando aqueles com maior número de no tificações. Antes do início das atividades, o secretário municipal de Serviços Urbanos, Vinicius Versiani, destacou a importância dos novos agentes neste combate. “Estamos enfrentando um momento difícil e vocês chegam para somar nesta luta”, destacou. 

Secretária Municipal de Saúde, Dulce Pimenta disse que a atuação dos fiscais será de suma importância para reduzir a propagação da doença. “Com respeito e orientação necessária, vamos garantir uma maior efetividade nas ações de combate”, pontuou. Os novos fiscais orientam e notificam estabelecimentos e pessoas que estejam descumprindo medidas básicas de combate à Covid-19. A fiscalização também será realizada no período noturno. Ao todo, são 17 equipes em atuação por diversos bairros. 

O reforço se deu devido ao crescente número de infectados na cidade. Os agentes foram realocados de forma emergencial das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). Os servidores que demonstraram interesse passaram por uma capacitação para atuar nas ruas. Além da remuneração dos seus cargos, foi garantido um incentivo de 50% nos vencimentos. É importante destacar que, durante todos os dias, 60 agentes permanecerão de forma fixa na região central. Eles terão apoio da Guarda Municipal e de fiscais da Secretaria de Serviços Urbanos (SSU), que têm atribuição para lavrar autos de infração a partir das irregularidades relatadas.

 

Atendimento Online pelo WhatsApp