04/12/2020 05:52

Cristiana Oliveira reflete sobre cobrança de juventude eterna

Ser considerada um símbolo sexual nunca esteve na lista de desejos de Cristiana Oliveira. Mas ela foi. E entrou para a lista de desejos de outras pessoas. O que, de certa forma, até foi divertido. Por um tempo. Porque o tempo, esse danado, existe e passa. “Eu sempre lidei muito bem com essa questão. Não vou dizer que é bacana. Não é legal eu já não ter a mesma disposição para os exercícios que eu adoro, ou ter uma dor crônica no joelho. Não enxergar tão bem, entrar na menopausa... Mas as cobranças são excessivas. Eu envelheci, engordei e ok”, avalia a atriz, de 56 anos. 

Em três anos, Cristiana chega aos 60. E espera que o mundo esteja menos obcecado com a perfeição. “Sei muito bem o que é isso. Sou uma ex-obesa que aprendeu com seus pontos fracos e os tornou fortes. Eu sempre trabalhei esse autoconhecimento porque acho que cada um tem seu tempo para descobrir o que traz felicidade. Digo isso nas palestras motivacionais que eu dou. Tudo depende do momento em que estamos. Se você não estiver bem para operar pequenas mudanças no seu dia a dia, para estar mais confortável consigo mesma, não sou eu que vou fazer alguém acreditar nisso”, diz. 

Cristiana conta que percebe a cobrança externa por uma juventude eterna e impossível. “As pessoas me perguntam quando vou parar de mexer no rosto. Gente, eu não fiz plástica! Eu engordei 20 quilos do que eu era, tenho bochecha, o rosto incha. E eu nem deveria ter que justificar isso, porque ese padrão de beleza é cruel, ele tolhe as pessoas. Eu me aceito com a passagem do tempo. As pessoas, não”, justifica: “Eu não vou sair por aí fazendo coisas para rejuvenescer porque eu não sou a Cristiana de 20 anos. Sou muito saudável e prezo por isso e me cuido na medida do que é aceitável”. 

Atendimento Online pelo WhatsApp