23/01/2021 10:41

Proteção durante as eleições

Cada um dos quase 16 milhões de eleitores mineiros, mais de 177 mil mesários e cerca de 51 mil colaboradores pode ficar tranquilo. Os itens doados à Justiça Eleitoral para garantir a proteção de todos contra o novo coronavírus no dia das eleições municipais já estão sendo enviados para as 304 zonas eleitorais mineiras, para serem utilizados nos 853 municípios mineiros nas Eleições 2020, sobretudo nas quatro zonas 184ª, 185ª, 317ª e 325ª de Montes Claros e demais zonas eleitorais de Itacambira, Juramento, Patis, Mirabela, Claro dos Poções e Glaucilândia. 

Há cerca de 20 dias, o TRE começou a receber caminhões com os materiais doados por 26 instituições e empresas privadas à Justiça Eleitoral. São itens como álcool em gel, álcool líquido, máscaras descartáveis, protetores faciais (face shield) e adesivos para marcação de distanciamento de 1 metro entre as pessoas nos locais de votação.

ITENS - O Tribunal recebeu 17 carretas, que trouxeram cerca de 2 milhões e 240 mil itens, incluindo, por exemplo, mais de 1 milhão e 200 mil máscaras, 232 mil frascos de álcool em gel de 215 ml (para mesários e apoio logístico), 201 mil frascos de álcool em gel de 500 ml (para as seções eleitorais) e 236 mil protetores faciais. Além dos materiais doados, há itens de limpeza adquiridos pelo TRE, como vassouras e papel toalha. Trinta funcionários do Centro de Apoio do Tribunal estão colaborando na separação e encaminhamento dos materiais aos cartórios, trabalho que será finalizado até esta quinta-feira (15/10). Ao todo, serão cerca de 40 mil volumes de encomenda, enviados pelos Correios. 

ELEIÇÕES - No início de setembro, o TSE divulgou o Plano de Segurança Sanitária das Eleições Municipais de 2020 (formato PDF), elaborado com ajuda da consultoria sanitária formada por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz e dos hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês. O documento informa as medidas a serem adotadas pela Justiça Eleitoral em todo o Brasil para minimização dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus nos dias de votação e traz recomendações para eleitores, mesários, candidatos e todos os envolvidos no processo eleitoral. 

ÁGUA - Moradores do distrito de Nova Esperança ficaram três dias sem água e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) ainda não deu nenhuma explicação. Eles cobram uma solução imediata para o problema da falta d’água. Segundo disseram, com o forte calor, a situação se complicou ainda mais devido também ao feriado prolongado. A água não caiu na caixa nem nos canos, comprometendo ainda mais a vida dos moradores, que ficaram sem o líquido para beber, fazer comida, além de não poder tomar o banho. O assunto foi motivo de cobrança na reunião ordinária da Câmara Municipal de terça-feira (13).

 

Atendimento Online pelo WhatsApp