04/12/2020 06:13

Combate ao câncer é pauta de audiência pública na AL

image

Um balanço da atual situação da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) e da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), principalmente tendo em vista questões orçamentárias, é o tema da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, em audiência pública que acontecerá nesta quarta-feira, 28. 

Requerida pela presidenta da comissão, deputada Beatriz Cerqueira, do PT, a audiência pública será realizada no Auditório José Alencar, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a partir das 9h30. Estão convidados a reitora da Uemg, Lavínia Rodrigues; o reitor da Unimontes, Antonio Alvimar Souza; além de representantes de entidades estudantis e do magistério. 

Esta não é a primeira audiência pública realizada pela Assembleia de Minas para tratar da situação das universidades estaduais, durante a atual Legislatura. Em maio de 2019, outro debate atraiu numeroso público, incluindo os dois reitores, quando se discutia a intenção do Governo do Estado em cortar 20% do quadro de pessoal e 10% da verba de custeio das duas instituições de ensino. 

UNIMONTES - A Unimontes tem sede em Montes Claros, mas engloba faculdades em mais 13 municípios, nas regiões Norte, Noroeste, Jequitinhonha e Mucuri. Ao todo, segundo estimativa do atual reitor, as ações da universidade atingem mais de 2,5 milhões de pessoas, na região mais pobre do Estado. 

UEMG - Já a Uemg, criada pela Constituição Estadual de 1989, inclui 20 unidades de ensino, sendo cinco delas em Belo Horizonte e as demais em 15 municípios do interior do Estado. Entre as instituições incorporadas à Uemg, ao longo do tempo, estão a Fundação Escola Guignard, a antiga Fundação Mineira de Arte Aleijadinho (hoje transformada nas Escolas de Música e de Design) e o antigo Serviço de Orientação e Seleção Profissional (atual Centro de Psicologia Aplicada)

 

Atendimento Online pelo WhatsApp