30/11/2020 05:13

Defesa de investimentos

O secretário regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) – Minas Gerais, Luciano Mendes de Faria Filho, defendeu o papel das duas universidades para o Estado e para o desenvolvimento da ciência. “Defendemos um maior investimento do Estado para as instituições”, disse.A presidente da Associação e Sindicato dos Docentes da Unimontes, Ana Paula Glinfskoi Thé, chamou atenção para a questão salarial dos professores. “Desde 2011, estamos sem nenhum reajuste salarial”, comentou. Ela acrescentou que os professores têm um salário base inferior ao salário-mínimo e que parte da remuneração se dá por meio de gratificações, o que torna o valor final variável. “A situação faz com que professores com doenças graves não se licenciem para não perder salário”, contou. 

O presidente da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Minas Gerais, Roberto Camargos Malcher Kanitz, ressaltou a importância da capacitação de professores. “Investir em licenciatura é algo que cada vez menos acontece. Uemg e Unimontes estão à beira de um colapso. Precisamos sair desse processo de precarização e abandono”, explicou. A coordenadora-geral do Diretório Central dos Estudantes da Uemg, Camila Morais Miranda, endossou a fala de Roberto Camargos. 

 

Atendimento Online pelo WhatsApp