27/09/2020 12:39

Artista montes-clarense abre o coração para o rock e popular

O compositor e vocalista hoje montes-clarense Domingos Ramos da Silva deixa o silêncio musical e volta aos palcos da cidade. Desde os 15 anos, ele começou a cantar e ganhou o primeiro violão de sua mãe. 

Aos 18, já tocava no antigo Bar Cristal na Rua Simeão Ribeiro (Quarteirão do Povo) com o comerciante Geraldo Elton Gomes (Pimba), filho de Antônio Mamoeiro, nos anos 70/80, onde a dupla se apresentava todas as terças-feiras com sua banda. 

Atualmente, Domingos Ramos tem um repertório com 135 músicas, toca violão, guitarra, canta músicas internacionais e populares brasileira em barzinhos em companhia de Sholmes e outros amigos artistas de Montes Claros. 

Na década de 80, ele lembra que cantou com Braz no barzinho, que funcionava na Rua João Pinheiro e depois no Bar Barroca, em frente ao prédio da antiga Câmara Municipal. 

Ainda teve parceria também com Mary Oliveira, do Rock Fama e com Eltão motorista da Prefeitura, do Rock dos Aflitos, época em que fazia violão da Vila Guilhermina, voz e mantém até os dias de hoje, afirma Domingos Ramos.

"Eu prefiro as músicas mais antigas e o pessoal gosta muito nos barzinhos como o Curralzin do Boi, no Bairro Major Prates, Duvest perto da Igreja Matriz e já toquei muito com o nosso saudoso Elthomar Santoro, quando ele ainda pertencia à Patrulha do Rock."

 

Atendimento Online pelo WhatsApp